A queda de cabelo é um problema que atinge a população mundial em grande proporção, tanto homens quanto mulheres. Existem várias causas para a queda acentuada de cabelo, porém é importante saber diferenciá-la da calvície. Em alguns casos o bem estar dos fios depende somente de equilíbrio hormonal, nutrição corporal e até fatores psicológicos como stress, depressão e ansiedade.

A calvície ou alopecia androgenética atinge até 70% da população masculina e, como se apresenta como uma das principais causas da calvície, muitas pessoas podem a ver como a única possibilidade para o enfraquecimento dos fios, certamente durante o banho.

Essa propensão genética presente principalmente nos homens faz com que o couro cabeludo desenvolva sensibilidade à testosterona, assim, a raiz do cabelo atrofia até que o bulo capilar morre, danificando a fase de crescimento. Isso também pode ocorrer em mulheres, porém, com variações no quesito hormonal, podendo também ser um dos sintomas da gravidez.

Infelizmente, a perda dos fios vai muito além disso, assim como as maneiras de acabar com a queda e os resultados. Aqui você entenderá os detalhes e diagnóstico sobre esse drama que é a queda de cabelos.

Novidade no Site:
Novo Produto ganha destaque nacional no combate à Calvície e Queda de Cabelo. É o HairLoss Blocker. Conheça mais sobre o Produto aqui no Site!

Causas mais comuns da perda de cabelos em mulheres:

  • Anticoncepcional;
  • Problemas na tireoide;
  • Muita quantidade de hormônio testosterona;
  • Causas emocionais e/ou psicológicas;
  • Baixa imunidade;
  • Anemia;
  • Deficiência de vitaminas, principalmente zinco e ferro;
  • Desequilíbrio dos hormônios femininos;
  • Reações da amamentação e/ou pós parto;
  • Excesso de química nos cabelos (tinturas, progressivas, dupla escova);
  • Eflúvio telógeno;
  • Sintomas da gravidez
  • Calvície feminina.

Causas mais comuns da perda de cabelos em homens:

  • Calvície masculina;
  • Calvície Aerata;
  • Sensibilidade á testosterona;
  • Dermatite Seborreica;
  • Fungos e bactérias;
  • Excesso de oleosidade;
  • Doenças infecciosas;
  • Deficiência nutricional;
  • Anemia.

Em todos os casos a perda de cabelo pode ser total ou em pequenas partes, uma vez que quando acontece de uma hora para a outra, ela é conhecida como alopecia areata, onde não fica apenas no couro cabeludo, mas sim no corpo todo, é importante consultar seu médico, pois dependendo da causa, podem causar  o problema de saúde além dos novos fios capilares, se estendendo até em algumas partes do corpo.

Mais Novidade no Site:
Novo Produto especialmente para Mulheres – Fortalece e Deixa o Cabelo Mais Forte. É o Lampsi Hair. Conheça mais sobre o Produto aqui no Site!

É importante que se saiba que a queda dos fios é normal, são cerca de 50 até 100 fios que caem diariamente, não sendo muito se comparado a quantidade existente, que fica beirando os 100 mil fios no couro cabeludo. Os fios de cabelo caem normalmente, mas não quando estão caindo muito, nesse momento, entram os tratamentos adequados para o que pode estar causando na queda.

Mesmo que a queda esteja acontecendo de uma maneira mais forte, nem sempre ela está associada a calvície, como já dito, são inúmeras as causas, por isso é importante realizar todos os exames frequentemente no médico. O cabelo e calvície são apenas em algumas pessoas, sendo que se o cabelo cair, as causas podem ser resolvidas apenas com uma loção ou algo mais simples.

Queda de Cabelo: Qual Médico Procurar?

O médico mais indicado que poderá fazer o correto diagnóstico sobre qual a causa da queda de cabelo e qual o tratamento mais indicado para cada caso, é o médico dermatologista. Caso esteja pensando “meu cabelo começou a cair e não tem mais jeito!”, procure o especialista para tratar o problema da queda.

O Diagnóstico

O diagnóstico envolverá observações clínicas e também exames  de sangue para avaliar as quantidades hormonais. Alguns procedimentos caseiros podem antecipar o conhecimento das causas em até uma semana.

Por exemplo, se o cabelo que caiu for bem oleoso é mais provável que a causa seja problemas de sensibilidade com a testosterona (tanto para mulheres como homens). Já se o fio está oleoso é muito mais provável que seja problemas hormonais na tireoide ou dermatite seborreica.

Outros sintomas também podem ser exemplo. Em pessoas anêmicas, por exemplo, há presença de cansaço, indisposição e palidez, além de dor nas costas e no corpo. Certos casos têm a queda de cabelo somente como um sintoma de outras doenças mais graves e que precisam de tratamento específico a ser recomendado de acordo com  orientação médica, portanto, se o cabelo começou a cair em grande quantidade, se os tratamentos caseiros não estão surtindo efeito, procure um médico o quanto antes. Você pode perceber se é muito cabelo no momento do banho, quando for pentear, o ideal é sempre estar de olho.

O diagnóstico para a sua queda de cabelo poderá variar de acordo com as seguintes categorias:

  • Hormonal: vista principalmente em mulheres gestantes ou no pós parto, ou como um dos sintomas de gravidez;
  • Genética: a causa hereditária é uma das principais causadoras da calvície e outras doenças;
  • Emocional: grandes choques, estresse diário ou traumas podem desencadear facilmente a queda de cabelo, precisando ser tratada desde o início, eliminando-a da fase de repouso;
  • Medicamentos: muitos remédios podem ser os causadores dessa disfunção, como por exemplo aqueles utilizados no tratamento de câncer, tireoide, doenças cardíacas e muito mais, o cabelo não consegue aguentar tanta química;
  • Secundárias: quando é causada devido a uma doença, como por exemplo problemas na tireoide, responsáveis por alterar todo o ciclo hormonal do organismo, que aparece ao lavar o cabelo;
  • Excesso de Química: pintar, alisar ou outros procedimentos estéticos comuns são agentes causadores da falta de cabelo.

Detalhes Sobre a Alopecia – A Grande Vilã Dos Carecas

Uma das principais causas da queda de cabelo é a alopecia, doença comum que afeta o couro cabeludo em determinada área. Sua causa pode ser variada e com evolução em diferentes estágios. As principais desencadeadoras dessa doença são:

  • Androgenético: comum em homens, aparece principalmente na puberdade com diferentes gravidades. É causada pela genética e pela alteração da testosterona de seus cabelos;
  • Areata: exclusiva de fatores autoimunes, ela se agrava por motivos emocionais. A perda de cabelo pode surgiu em grande proporção ou em pouca, podendo atingir até mesmo a barba, sobrancelha e os pelos pubianos. O processo de renascimento dos pelos pode ser natural e costuma voltar após alguns meses;
  • Traumática: originada por contusões ou lesões causadas no couro cabeludo, pode fazer perda não uniforme e problemas ao cabelo crescer;
  • Congênita: causada por hereditariedade, existe desde o nascimento, o cabelo se torna escasso com o passar do tempo;
  • Secundária/Medicamentosa: ocasionada por medicamentos, infecções, doenças e outros;
  • Neurótica: conhecida também como tricotilomania, onde é comum o próprio indivíduo arrancar os cabelos;
  • Seborreica: causada pela escamação e coceira do couro cabeludo, porém a queda de cabelo nesse caso não costuma acontecer em excesso;
  • Eflúvio telógeno ou deflúvio, causa mais comum da queda em mulheres, devido a tratamentos médicos;
  • Falta de Ferro: vegetarianos, veganos ou dietas restritas no consumo de ferro podem prejudicar o crescimento dos folículos capilares;
  • Alergias: muitas pessoas possuem alergias a glúten, lactose ou outros, que se consumidos, podem gerar a queda.

Alopecia: Como Tratar?

Como a sua causa pode ser diferente para cada caso, é importante que se encontre qual a ocasionadora exata disso, somente assim é possível determinar o tratamento da queda de cabelo. É importante que você saiba a diferença entre a alopecia e a calvície masculina, que são coisas diferentes.

As mais comuns são feitas por soluções capilares, implante capilar, mesoterapia, xampus, ingestão de vitaminas e tantos outros. O implante capilar ou perucas só são recomendadas em casos que o bulbo capilar morreu e por isso os fios não terão como crescer naturalmente. É preciso cuidar também ao lavar o cabelo, tenha calma com os folículos capilares para assim evitar a queda daquele que parou de cair.

Para realizar o tratamento mais eficaz é importante dar início cedo as técnicas de reversão e nutrição do couro cabeludo para assim, parar de cair. Como na maior parte dos casos a calvície é um problema genético já a partir dos 17 aos 22 anos os primeiros sinais aparecem: entradas no couro cabeludo, perda excessiva de fios, enfraquecimento dos fios e dificuldade do cabelo crescer. Quando em estágios iniciais fica muito mais fácil de manter a saúde e evitar grandes áreas de falhas na cabeça. Acredita se que quando diagnosticado o quanto antes, os cabelos não caem muito rápido, podendo até reverter as diversas causas, o que pode ajudar a manter os melhores fios, o que é bom no quesito evitar uma queda total.

Doenças Que Causam Queda de Cabelo

Existem várias doenças que causam queda de cabelo além da alopecia, veja abaixo quais são as mais comuns:

O eflúvio telógeno é uma das causas existentes da queda de cabelo, é quando os cabelos caem de maneira generalizada e os fios se encontram em fase telógena. Isso acontece quando os folículos pilosos entram num ciclo de repouso prematuro, geralmente causado por um trauma, doença, alterações hormonais, no pós-parto ou outras situações. É normal que o cabelo comece a crescer de maneira natural depois, mas há quem tenha de lidar com as falhas ou recorrer a outro tratamento para este problema.

Estresse é uma doença moderna, grande causadora da queda de cabelo, pois pode desencadear outras doenças psicológicas como a depressão, ansiedade, síndrome do pânico e distúrbios alimentares, o que interfere diretamente em seus cabelos. Todos esses fatores interferem diretamente no crescimento de cabelo, um dos principais sintomas é a coceira em excesso no couro cabeludo em excesso.

Algumas infecções fúngicas também podem levar à queda de cabelo, porém, quando tratada logo no início, pode prevenir a queda de maneira gradual ou em grande quantidade.

A tireóide é uma doença grande causadora da queda de cabelo, onde o cabelo cai muito exatamente pelas alterações hormonais que acontecem no corpo, pode provocar queda de fios no corpo no geral. Outras doenças comuns são o lúpus, que é o ataque do próprio sistema imunológico contra si mesmo.

Se você desconfia que seu cabelo está caindo por alguma doença ou outra causa, é indicado que vá o mais rápido ao médico, lembre-se que quanto antes o tratamento de qualquer uma delas, mais rápido será a normalização do crescimento dos fios. Ao se perguntar “porque meu cabelo está caindo muito”, leve em consideração que o diagnóstico e o tratamento são essenciais quando você quer evitar isso.

Queda de Cabelo em Mulheres

A queda de cabelo nas mulheres não é algo raro, costuma acontecer em muitos casos. É comum descobrir isso ao cair no banho uma grande quantidade de fios fora do normal, onde se inicia o medo de uma possível calvície ou outras causas mais graves, até mesmo durante a gravidez.

É importante entender que a Queda de cabelo por conta do Anticoncepcional é algo que pode ou não acontecer, afinal, estão ocorrendo mudanças hormonais no corpo, até mesmo quando se deixa de tomar a pílula contínua, os fios para de crescer ou aceleram o procedimento, isso se chama alterações hormonais.

O cabelo pode cair quando se inicia a tomar o anticoncepcional, porém isso é mais comum quando a mulher já possui uma pré disposição genética para isso.

Antes de começar a tomar o anticoncepcional, é importante ir até uma ginecologista e fazer todos os exames, somente assim, é possível determinar qual aquele que é menos danoso ao corpo, que pode causa menos problemas hormonais, além de menos efeitos colaterais em cabelo muito enfraquecido.

A gravidez pode alterar o crescimento de cabelos tanto para o bem tanto para o mal: muitas grávidas relatam terem o aumento dos fios, já outras, atestam que possuem uma queda acentuada das madeixas. Tudo isso vai variar de mulher para mulher, por isso é tão importante realizar o acompanhamento médico em toda a gestação. As principais reações relacionadas a maternidade no entanto, são no pós-parto.

A Queda de Cabelo durante amamentação é comum, pois em teoria, quando se está grávida, os cabelos crescem mais pois entram na fase de dormência, ou seja, caem menos. Portanto, ao entrar na fase de amamentação, o organismo da mulher volta a ser como era antes de estar grávida, o que dá a impressão do cabelo estar caindo com mais quantidade.

Mulheres tem o costume de fazer tratamentos químicos nos cabelos, mudando o formato e genética dos fios. A falta da pós-química adequada acaba por desidratar os fios, tornando-os fracos, ressecados e quebradiços. A consequência são cabelos mais ralos e a queda.

Remédios Para Queda de Cabelo

Existem vários tratamentos com procedimentos mais bruscos como o implante capilar, porém geralmente é muito caro e doloroso, mas também se pode recorrer aos remédios para queda de cabelo. Porém, se você prefere fugir dessa maneira radical, fique sabendo que existem vários remédios no mercado se o seu cabelo está caindo.

O Monovin A é um dos mais utilizados para quem quer que o cabelo cresça mais rápido em toda a cabeça de uma maneira regular e rápida. Conhecido por ser um produto dado para cavalos para o crescimento de pelos mais rápido, ele deixa o cabelo mais bonito e com mais volume do que nunca.

Quando utilizado de maneira externa, ou seja, sem a ingestão do medicamento, ele não faz nenhum mal para seus usuários, mas é importante consultar o médico dermatologista de sua preferência antes de iniciar o tratamento com ele.

Outro medicamento que é muito utilizado por quem quer ter cabelos mais fortes é o Finasterida, lançado primeiramente para curar a alopecia androgenética, já teve sua bula atualizada algumas vezes por conter muitos efeitos colaterais para o corpo humano.

Ele pode ser utilizado tanto em homens quanto mulheres, porém é preciso pensar bem antes de começar o tratamento com ele, por conter efeitos colaterais como disfunção erétil e até mesmo graves problemas para o feto em grávidas.

Um dos remédios que também é utilizado – porém, para casos mais específicos – é o Cetoconazol Shampoo, que trata problemas de pele, seborreicos, caspa e infecções que podem gerar a queda de cabelo.

Além de tratar a queda de cabelo, ele pode ser utilizado como shampoo anti caspa e comprado em farmácias de manipulação.

Falando ainda de shampoo, já imaginou conseguir combinar alguns dos produtos citados acima para criar um creme eficiente? Isso já existe, é conhecido como o Shampoo Bomba, uma mistura do Monovin A, com o Bepantol e shampoo sem sal.

Muitas pessoas que utilizaram essa forma, afirmam que é possível crescer cerca de 4 centímetros por mês, sendo que o normal é de 1,5 centímetros por mês. O Bepantol é utilizado exclusivamente para hidratar o cabelo pela sua quantidade de vitaminas do complexo B.

Essa mistura não é muito indicada pelos dermatologistas, em alguns casos foi possível verificar uma grande queda de cabelo após a interrupção do uso da mistura.

Um dos remédios mais indicados para quem quer que não somente o cabelo cresça rapidamente, mas também as unhas fiquem mais fortalecidas é o Pantogar. O seu resultado é efetivo e pode ser visto após 3 meses de tratamento, porém o custo para esse tratamento é quase considerado como um investimento, já que não é nenhum pouco barato.

Existem vários depoimentos na internet sobre pessoas que utilizaram o Pantogar e obtiveram resultados positivos. Ele pode ser comprado em sua fórmula manipulada, que é bem mais barata.

Existem também vários suplementos naturais, que com várias vitaminas e minerais, podem auxiliar diretamente no crescimento dos cabelos, como é o Imecap Hair, que pode ser comprado pela internet, em farmácias ou manipulado. Seu preço é bem mais acessível que o Pantogar e também agrada bastante seus usuários.

Lembrando que é importante sempre consultar um médico antes de iniciar a tomar qualquer medicamento citado acima, isso pode causar queda de cabelo mais acentuada ainda quando utilizado erroneamente.

A maioria dos tratamentos demora para fazer efeito em 6 meses em média, deve-se levar em consideração de que a reconstrução capilar é demorada e exige paciência. Durante o tratamento certifique sobre a interação de medicamentos que podem prejudicar a efetividade e também alie uma dieta saudável e equilibrada.

Tratamento Caseiro Para Queda de Cabelo

Existem além dos medicamentos que citamos acima, alguns tratamentos caseiros que podem ser feitos para que se evite de perder grande quantidade de cabelo.

Um dos mais tradicionais é o tratamento com babosa, conhecida por ser uma aloe vera, possui grande poder de hidratação e fortalecimento dos fios, o que impede sua queda e aumenta rapidamente o crescimento. A sua aplicação é fácil e simples.

É possível também que apenas utilizando alguns shampoos disponíveis no comércio como anti quedas ou mais encorpados possam resolver o seu problema. Procure sempre hidratar os cabelos também, dessa forma fica mais difícil que o cabelo fique enfraquecido e com mais suscetibilidade a quedas.

Existe também o conhecido mito de que o Jaborandi quando aplicado no couro cabeludo em forma de chá, também tende a reter essa queda, o que pode ser uma boa opção para quem não quer gastar muito dinheiro com tratamento ou até mesmo prefere maneiras mais naturais de tratamento.

Conhecido por ser uma pequena árvore muito comum no nordeste brasileiro, já é utilizado por muito tempo, desde os índios até agora para o tratamento não somente dos cabelos, mas também do corpo todo.

Não esqueça de ir até o médico dermatologista antes de iniciar esses tratamentos caseiros, pode ser que a solução para o seu caso seja bem mais fácil ou bem mais complicada.