Acabe com a queda de cabelo!

Junte-se a mais de 5.147 leitores que aprenderam a lidar com a queda de cabelo com nossas dicas e em POUCO TEMPO (é grátis)!

Algumas causas e os melhores tratamentos contra queda de cabelo

Não tem como negar que a queda de cabelo é algo que nos faz sair do sério. Existe aquela queda tolerável, que acontece diariamente e serve como renovação dos fios capilares. Essa queda de cabelo costuma ser de aproximadamente 150 fios.

Mas atenção: se você começar a notar que esse número cresce com o passar do tempo ligue o sinal de alerta e procure um médico especialista, pois você pode estar sofrendo com a queda de cabelo.

E esse problema que antigamente era restrito aos homens, passou a ser algo que incomoda também as mulheres, afinal, os estilos de vida estão cada vez mais próximos, e, você notará, que o jeito como guiamos nossa rotina diária influência na saúde do cabelo.

Queda de cabelo - motivos e tratamentos

4 fatores para a queda de cabelo

Genética: Esse é um dos principais fatores que podem desencadear a queda dos cabelos. Não adianta tentar fugir, afinal, está no seu DNA, porém, tem alguns métodos que amenizam a queda dos fios ou te fazem ter novas esperanças. O médico pode receitar alguns tratamentos como carboxiterapia ou laser de baixa potência – são métodos eficientes que estimulam o couro cabeludo e fazem o cabelo se regenerar.

Esses métodos são realizados através de diversas sessões – variando entre 10 e 15 encontros. Os preços são cobrados por cada dia de tratamento. Além desses dois métodos, você poderá optar pelo implante capilar, mas para isso, separar uma boa quantia de dinheiro (que pode chegar até R$25.000,00), pois será necessário para bancar esse tratamento.

Stress: Uma vida conturbada por ser mais prejudicial do que você imagina. Além de vários outros maus que o stress pode desencadear, a queda de cabelo aparece com destaque. Para esse problema a receita é simples: leve uma vida mais tranquila e poupe energia não se estressando. Tente levar sua rotina um pouco menos a sério. Isso fará muito bem para sua saúde como um todo, mas, principalmente, para a saúde dos cabelos.

Dietas Malucas: Um leve descuido e o peso foi para as alturas… Essa é uma realidade de muitas pessoas, inclusive a minha, e as dietas costumam ser uma ótima opção para perder o peso com certa facilidade. Porém, muitas das dietas que estão disponíveis por aí podem ser prejudiciais, e, ao invés de lhe proporcionar bem estar, agirá como mais um fator para lhe causar transtorno.

E acredite: a queda de cabelo é um dos primeiros sintomas dessas dietas malucas. Por isso, o indicado é que você faça o acompanhamento com um médico especialista (normalmente o endocrinologista) e com uma nutricionista. Se for muito difícil levar a sério uma dieta correta a ajuda de uma psicóloga pode ser bem útil – tudo isso para acabar de vez com a queda de cabelo.

Produtos químicos: Esse é um problema que as mulheres enfrentam com muita regularidade. Temos que admitir que a vontade de ficar sempre linda e atual move as mulheres para o salão de beleza mais próximo, porém, o exagero prejudica a saúde dos fios capilares, e por isso, se você insistir em mudar sempre, a consequência será a queda de cabelo.

Por isso, tenha muito cuidado ao realizar qualquer tratamento de estética e respeite os limites do seu cabelo, caso contrário, você terá que aprender a viver, por um bom tempo, com a queda constante dos fios.

Esses 4 fatores para a queda de cabelo estão entre as mais comum entre os pacientes que procuram o tratamento com um médico. Por isso, se você não sofre com esse problema que atinge quase que 25% da população, fique atento às dicas que foram dadas e evite qualquer chateação.

Agora, se você já sofre com a queda dos fios a dica é fazer uma mudança radical em seus hábitos e procurar um especialista que pode lhe acompanhar e indicar os melhores tratamentos para queda de cabelo.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...
2 Comments

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *