Acabe com a queda de cabelo!

Junte-se a mais de 5.147 leitores que aprenderam a lidar com a queda de cabelo com nossas dicas e em POUCO TEMPO (é grátis)!

Quantos fios de cabelo caem por dia? Até que ponto é normal?

Em geral, é normal que se perca entre 50 a 100 fios de cabelo por dia, um processo natural que faz parte da renovação dos pelos, mas considerado um número pequeno em vista da grande quantidade de fios no couro cabeludo.

Este número é claro é uma média, pois há épocas em que o corpo humano pode liberar 50 ou 60 fios por dia, e outras em que esse número passa para 150 a 250, não devendo gerar preocupações excessivas em casos assim.

Quem não se preocupa ao pentear os cabelos e ver vários deles presos na escova? O cuidado com a saúde dos fios é muito importante e necessária. Mas até que ponto a queda de cabelo é normal? E quando podemos saber que passou a ser um problema sério?

Queda dos fios capilares

Como saber se a queda é além do normal?

contra queda de cabeloSeria uma tarefa cansativa ficar contando os fios de cabelo que caem por dia. Mas uma dica é observar a quantidade na hora de se pentear, lembrando que os cabelos longos deixam um volume maior na escova. Isso, claro, não significa que haja um maior número de fios.

A queda de cabelo atinge tanto homens quanto mulheres, sendo várias as causas para o problema. Porém é importante saber diferenciar a queda natural de cabelos, da calvície, quando a perda é excessiva, podendo deixar o couro cabeludo parcialmente ou totalmente sem fios.

É considerada normal a perda de 100 a 120 fios por dia. Há épocas em que o cabelo cai com maior facilidade, principalmente quando os lavamos com água muito quente. Quando os fios começam a cair em maior número, a redução já irá ser notável e é aconselhável a procura de um dermatologista o mais rápido possível.

Graus de perda

Os principais sinais de perda capilar se dão em 3 graus. O grau 1 consiste no afinamento do cabelo, geralmente na parte superior da cabeça. O grau 2 se dá no momento em que o cabelo se torna tão fino, que dá para ver o couro cabeludo. No grau 3 os fios ficam finíssimos, frágeis e quebradiços. Neste momento, a calvície já está presente e já não pode mais ser revertida. Apenas com implante capilar, aonde são implantados fios artificiais, feitos de material sintético, no couro cabeludo.

Algumas atitudes ajudam a manter os cabelos sempre saudáveis e bonitos. Uma delas é ter uma alimentação balanceada. A dieta ideal deve ser rica em proteínas e com pouco carboidrato. Para manter os fios belos é indicado comer carnes magras, como peixes, que possuem ação antioxidante e beba bastante água.

Outro ponto importante é usar os produtos adequados ao seu tipo de cabelo. Evite usar com muita frequência chapinhas, tinturas, alisamentos e outras químicas que enfraquecem os fios.

As principais causas da sua queda – Faça o diagnóstico

A queda de cabelo pode ser causada por diversos motivos, como excesso de ferro, doenças, estresse, uso de medicamentos, pós-parto ou herança genética. Também chamada de alopecia androgenética, pode passar de pai para filho e aparece com alterações hormonais, estresse emocional e o avanço da idade.

Os homens portadores de calvície possuem, no local do folículo, um aumento do hormônio dihidrotesterona (DHT). Este hormônio faz o cabelo tornar-se cada vez mais fino e cair.

Alguns dos distúrbios que podem ser causas da queda de cabelo nas mulheres são os seguintes:

  • Problemas na tireoide;
  • Quantidade elevada de testosterona no organismo;
  • Causas emocionais e/ou psicológicas;
  • Baixa imunidade;
  • Anemia;
  • Deficiência de vitaminas;
  • Desequilíbrio hormonal;
  • Uso de anticoncepcional;
  • Sintomas da gravidez;
  • Reações devido à amamentação e pós-parto;
  • Excesso de produtos químicos nos cabelos;
  • Eflúvio telógeno: queda capilar intensa e generalizada durante a fase em que o cabelo cai para dar lugar a um novo fio).
  • Entre os homens, as causas mais comuns são:
  • Sensibilidade à testosterona;
  • Dermatite seborreica;
  • Excesso de oleosidade;
  • Doenças infecciosas;
  • Deficiência de nutrientes;
  • Anemia.
  • Fungos e bactérias;
  • Calvície areata: queda repentina de cabelo que começa com uma ou mais áreas calvas circulares;

cabelo ralo entenda

 

Como já foi dito acima, e que vale a pena reforçar: procurar um médico, ao menor sinal de queda excessiva dos cabelos é sempre a melhor escolha. Cuidado com a automedicação e com aqueles produtos que prometem “curas milagrosas”.

Hoje em dia, há muitos tratamentos para se cuidar do problema, tanto com o uso de medicamentos quanto com a aplicação tópica de produtos à base de elementos químicos ou naturais. Consultar um médico deve ser o início da jornada no tratamento do problema.

Se fosse fácil, não existiria uma área da medicina especializada no tratamento contra a queda de cabelo. Fique atento e faça as escolhas adequadas, afinal, a saúde dos seus cabelos depende de você!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1 votes, average: 4,00 out of 5)
Loading...
4 Comments

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *