Contra Queda de Cabelo
Tudo sobre Queda de Cabelo

Tudo sobre: Queda de Cabelo Feminino

Cuidados básicos para evitar a queda de cabelo

É importante que as mulheres sigam alguns cuidados básicos para evitar a queda dos fios capilares, cada vez mais comum, já que antes era algo meio que restrito aos homens. Veja nossas dicas para manter a saúde do cabelo sempre em dia.

Uma das maiores preocupações das mulheres é com os cabelos: ter fios sedosos e brilhantes, totalmente lisos ou com cachos bem definidos, são alguns dos anseios da classe feminina. No entanto, para alcançar esses resultados os fios são submetidos a diversos processos que podem desencadear outro problema: a queda de cabelo. São muitos os fatores que provocam a queda de cabelo, mas a principal causa é a oleosidade exagerada do couro cabeludo, pois ela reduz a oxigenação nessa região. Com isso, os fios enfraquecem e a queda é estimulada.

Mas não é só isso, a alimentação é um fator crucial na saúde dos cabelos, ela é responsável pelos nutrientes que mantêm os fios saudáveis. Além disso, outros fatores comuns no nosso dia a dia podem influenciar negativamente, como dormir com o cabelo molhado e lavar os cabelos com água em temperatura muito alta.

queda de cabelo feminino

queda de cabelo feminino

Cuidados diários podem evitar a queda capilar

Os cuidados para proteger os cabelos da queda vão mais além do que evitar os dois problemas citados acima. Não apenas os cuidados em casa, como também no salão podem ajudar a manter a saúde capilar. Nem sempre ir ao salão é sinônimo de cuidar dos fios, isso porque a química em excesso também faz mal, até mesmo a tão popular escova progressiva. Esse processo de alisamento atua apenas na área externa do fio, porém se feito com frequência a haste capilar vai se tornando gradativamente mais frágil. A dica é fazer o procedimento apenas duas vezes ao ano, e sem misturar com outras químicas, como a tintura.

Outro vilão da saúde capilar é o secador. Ele, que é o companheiro inseparável de muitas mulheres, pode se tornar um inimigo em potencial. Isso porque ele contribui para desidratar as madeixas, altera a quantidade de água dentro dos fios e por isso, se usado de forma errônea, é um ativador da queda. O ideal é posicioná-lo no mínimo 15 centímetros do couro cabeludo, em temperatura amena e usá-lo apenas em momento onde não há a possibilidade da secagem natural.

caindo os cabelos da mulherada

Caindo os cabelos da mulherada

Outra dica para evitar a queda de cabelo é usar o shampoo e o condicionador adequados para o seu tipo capilar. Talvez eles não ajam para evitar a queda, mas fortalecem os fios e trabalham contra a oleosidade.

Alguns detalhes também fazem toda diferença, como manter a limpeza do couro cabeludo, evitar água quente e fios encharcados.

Com essas dicas a saúde do seu cabelo ficará sempre em dia e a tendência da queda dos fios é muito menor. Não descuide um único momento da saúde do seu cabelo e garanta o brilho e a beleza sempre!

O uso de anticoncepcional causa queda de cabelo?

Muitas mulheres possuem essa dúvida: “O uso de anticoncepcional causa queda de cabelo?” – Preparamos um post especial relatando algumas situações que envolve a queda de cabelo e o uso de anticoncepcionais. Veja abaixo.

A queda de cabelo é um dos fenômenos (muito indesejados, por sinal) que podem ocorrer devido a vários diferentes fatores, que vão desde irregularidades na alimentação ou uso do xampu inadequado até sérias doenças que afetam o couro cabeludo. Os homens sofrem de problemas decorrentes da queda dos fios que podem levar à calvície, mas também as mulheres podem perder literalmente os cabelos com um fator básico de sua existência: os hormônios.

Seja durante a gravidez ou em períodos de uso de medicamentos que alteram a realidade do seu corpo sempre existem épocas, para as mulheres, onde a queda de cabelos é ainda mais frequente, avassaladora ou, na melhor das hipóteses, simplesmente notável. É quando os fios caem demais no banho ou durante o dia, em períodos espaçados de tempo. Quando a queda é causada pelos hormônios, no entanto, é quase impossível que a regularização dessa situação não termine com o tormento da perda dos fios. Apenas em decorrência de doenças mais sérias é que a queda de cabelo não é tão facilmente curada.

Anticoncepcional e queda de cabelo

Anticoncepcional e queda de cabelo

Mesmo assim, não são todas as mulheres que vão ver os cabelos cair com o uso de pílulas anticoncepcionais. Geralmente quem apresenta esse tipo de sintoma ao uso do medicamento são as mulheres que já tinham propensão à queda dos fios anteriormente ou que, simplesmente, tinham menos cabelo antes de iniciar o uso do anticoncepcional. Nesses casos, a pessoa mais indicada para ajudar a melhorar a situação é o médico ginecologista, que pode substituir a marca e a fórmula da pílula para ajudar a amenar o problema. Quem para de tomar a pílula pode notar uma expressividade maior na queda de cabelo após dois meses de interrupção do uso. Nesses casos, a queda dos fios pode continuar presente por até seis meses.

A verdade é que qualquer pílula anticoncepcional pode causar queda nos cabelos desde que a usuária do medicamento esteja propensa a viver essa realidade. Quando a consequência do uso do anticoncepcional para os fios vai além do esperado, um outro médico especialista pode entrar na jogada: o dermatologista, que é a pessoa mais indicada a prescrever medicamentos, tratamentos ou propor novos hábitos de alimentação e de vida para ajudar a regularizar a situação sem tomar medidas drásticas, como a interrupção da pílula. Afinal, não dá para desvestir um santo para vestir outro. A pílula é uma conquista feminina e não dá para que ela fique perdendo os cabelos (sem trocadilhos) por conta da sua escolha.

Queda de Cabelo no Pós-Parto

A mulher passa por diversas transformações em seu corpo no período da gestação e por alguns meses após o parto. Entre essas mudanças está o cabelo. Confira algumas dicas sobre a queda de cabelo no pós-parto. Veja!

Muitas mulheres que passam pelo sonhado período da maternidade terminam com um “efeito colateral” um tanto quanto indesejável: a queda de cabelo, que assola a grande maioria das mulheres durante alguns meses após a gravidez. A primeira coisa que essas novas mamães devem ter em mente é que esse tipo de sintoma é completamente normal em um período que vai de um a seis meses depois do final da gestação, visto que nos nove meses de gravidez o corpo muda consideravelmente suas taxas de hormônio para se adaptar a nova realidade. Portanto, antes de achar que algo ruim está acontecendo, a dica é deixar o desespero de lado e, apesar de perder os fios de forma que parece ser anormal, curtir essa deliciosa fase da vida.

Os problemas que podem gerar a queda de cabelo feminino são vários, mas a grande e maior parte das causas depois de uma gravidez é justamente a mudança hormonal que acontece de forma normal para mulheres que esperam filhos, além de também ter uma possível relação com a mudança de dieta durante a gestação, já que as mulheres grávidas se alimentam por duas pessoas, e os famosos “desejos” podem acabar dando uma enfraquecida na dieta saudável. As dicas básicas são voltar a se alimentar normalmente, de preferência com a ajuda de um profissional da nutrição, além de manter a calma e ter certeza de que tudo está normal. O estresse causado pela queda de cabelo pode acabar agravando o caso sem nenhuma necessidade.

Queda de cabelo pós-parto

Queda de cabelo pós-parto

Caso o problema persista por mais meses do que o usual, o jeito é procurar ajuda médica antes de deixar com que o estresse e a preocupação tomem conta de um cenário tão pleno quanto o da maternidade. Nesse caso, o especialista mais indicado é o dermatologista, que pode pontuar se a queda dos fios é causada pela variação dos hormônios ou por conta de outros problemas. O negócio é não se desanimar e nem – com o perdão do trocadilho – se descabelar. Essa fase pode ser chata, mas é, até certo nível, uma resposta saudável do corpo ao maravilhoso milagre da maternidade.

Megahair – Alongando seus cabelos. Pode provocar queda de cabelo?

Uma das principais características das mulheres é a vaidade. E entre as várias possibilidade para ficar mais bonita, o Megahair é uma das mais procuradas pelas mulheres. Confira informações e dicas sobre Megahair e sobre a possibilidade de queda de cabelo nesse tipo de tratamento. Veja!

Deixar os fios crescerem pode dar um trabalhão e, além disso, levar muito tempo. Para quem quer “acelerar” o processo ou aumentar o volume dos fios uma das técnicas mais famosas atualmente é o alongamento, também conhecido como “megahair”. O processo consiste em “colar” fios de cabelo rente ao couro cabeludo, em locais estratégicos para não ser visto por outras pessoas, e ter o comprimento e volume dos sonhos em questão de horas. Os fios podem ser realmente colados (o que não é muito indicado, já que danifica mais), ou grudados a outros fios, da própria cabeça da pessoa, e amarrados com barbantes da cor dos fios. Mas será que esse tipo de intervenção pode causar queda de cabelos?

Para responder a essa pergunta, uma coisa básica deve ser colocada em xeque: a manutenção. A pessoa que vai adicionar mais fios à cabeleira deve fazer a manutenção do megahair em um tempo mínimo de três meses, para que os cabelos sejam novamente recolocados rentes à raiz. Enquanto isso, a pessoa deve manter a higiene e os cuidados dos fios, de maneira redobrada em relação ao que fazia quando tinha apenas seus próprios cabelos. Quem consegue manter esse processo de forma organizada vai ver os cabelos caírem muito pouco, principalmente porque não há química envolvida no megahair, caso ele seja amarrado aos fios da pessoa.

Megahair

Megahair

A queda de cabelo feminino pode ser causada por vários fatores, inclusive durante o processo de alongamento, mas o sucesso depende muito da habilidade da cabeleireira que vai colocar o megahair. Os fios devem ser bem amarrados; caso contrário, vão cair muito, e isso pode indicar não só desleixo, mas também muito prejuízo para a pessoa que pagou pelo serviço, já que comprar cabelo não é uma das mais baratas atividades econômicas dos dias atuais.

Mesmo que a cabeleireira seja uma ótima profissional, vale a pena ficar de olho na quantidade diária de cabelo que vai cair quando estiver com megahair. Muita gente sai do processo praticamente “ileso”, mas vários estudos apontam que a técnica pode causar alopecia por tração. Nesse caso, procurar um médico o quanto antes – e se desfazer do megahair, também – é a melhor forma de combater as consequências dessa doença.

Queda de cabelo durante a amamentação

Ser mãe é a maior realização da mulher, porém, esse sonho pode acabar trazendo alguns problemas como a queda dos cabelos durante a amamentação. Confira algumas informações sobre queda de cabelo durante a amamentação e saiba como cuidar de forma adequada da sua saúde sem prejudicar em nada a saúde do bebê. Veja!

Quando a mulher engravida, tem que tomar uma série de cuidados com o corpo para que não só a saúde do bebê esteja preservada, como a dela própria. Quando o neném nasce, ainda assim, é preciso continuar tomando todos os cuidados possíveis, já que na fase da amamentação também é necessário manter a saúde impecável.

Uma das coisas mais comuns de se acontecer nessa etapa do processo inicial da maternidade é a queda de cabelo da mãe, já que as taxas hormonais, que ficam loucas durante o período da gravidez, também mudam bastante após o parto, principalmente nos três primeiros meses. Durante a gravidez é comum que os cabelos fiquem lindos e sedosos, por conta dessa louca nos hormônios, e que o parto traga consigo uma sensação de que os cabelos estão quebradiços, secos e caindo demais, muito mais do que antes da mulher engravidar, inclusive. As recém mamães com esse tipo de situação não precisam entrar em pânico (e muito menos usar diversos produtos aleatórios para queda de cabelo): essa reação do corpo é normal e não há nada que possa ser feito de imediato. Geralmente a situação capilar da mãe volta a se normalizar por completo perto do aniversário de um ano da criança, mas até chegar a esse ponto o aspecto capilar já vai ter melhorado bastante.

Queda de cabelo durante a amamentação

Queda de cabelo durante a amamentação

Se o problema estiver incomodando mais do que o normal para o momento, a dica é que a mãe não corra à farmácia – mas sim ao médico dermatologista, já que ele é bem mais indicado a fornecer o tratamento queda de cabelo correto do que os rótulos de xampus, cremes e produtos “milagrosos” que prometem mundos e fundos. Nessa época da amamentação, todo cuidado com química é pouco, já que o leite materno pode ficar comprometido caso produtos ou medicamentos incorretos sejam levados em consideração pela mãe. O papel da recém incluída no clube da maternidade é curtir essa fase da vida dela e da criança, deixando os grilos e as preocupações para serem resolvidos depois. A grande maioria das novas mamães nem repara que os cabelos estão caindo de forma incomum, de tanto dar atenção ao filho. Essa sim é uma “distração saudável” e deve ser praticada por todo mundo que tem a chance divina de ser mãe.

Página 1 de 212