Acabe com a queda de cabelo!

Junte-se a mais de 5.147 leitores que aprenderam a lidar com a queda de cabelo com nossas dicas e em POUCO TEMPO (é grátis)!

Excesso de química causa queda de cabelo?

Excesso de química causa a queda de cabelo e é um dos principais motivos para o enfraquecimento dos fios entre as mulheres. Isso acontece porque ao tentar remodelar o formato, cor e textura dos fios artificialmente há uma série de efeitos colaterais danosos para os folículos capilares e ao couro cabeludo.

A utilização de produtos químicos no cabelo é danosa desde sua primeira utilização, mas o que a torna um fator ainda mais agressivo aos fios é a falta do pós-química por mulheres que se utilizam de produtos com regularidade. Sempre que um tratamento é feito é necessário a reposição imediata e adequada aos nutrientes perdidos com processos de tinturas, descoloração, alisamentos, progressivas e outros.

Confira aqui quais são os processos químicos mais danosos aos cabelos e o que deve ser feito para evitar que essas alterações, as vezes indispensáveis às mulheres, tenham o acompanhamento adequado sem provocar a queda de cabelo.

 

Química nos cabelos

Química nos cabelos

Veja como eliminar a Queda de Cabelo

Perigos da progressiva

A progressiva é um dos métodos que mais agridem os fios e, infelizmente, um dos mais utilizados entre as mulheres. O método consiste em passar certa quantidade de componentes químicos apropriados (incluindo formol) e fazer uma chapinha para moldar os fios. Ao aquecer os produtos químicos no momento da chapinha os nutrientes naturais que compõem os cabelos são desnaturados e as altas temperaturas ajudam a manter os fios mais finos e quebradiços. O resultado desta agressão é uma futura queda de cabelo mais acentuada.

 

Enquanto isso, a escova progressiva muda temporariamente à estrutura dos fios, sendo necessária a manutenção a cada três meses. Muitos dos tratamentos são feitos a base de formol e são aplicados de forma errada.

Antes de pensar em utilizar esse método, converse com um profissional responsável da área, pois não são todas as mulheres que podem fazer, e, certamente, ele saberá indicar qual a melhor forma de chegar no resultado que você tanto sonha sem danificar o seu cabelo. Na maior parte das vezes a agressividade dos processos pode ser minimizada com hidratações regulares.

Médico Revela Segredo para Eliminar a Queda de Cabelo

Aquelas que já tem cabelos fracos, secos ou quebradiços não devem realizar progressiva, pois têm risco maior de quebra e queda. Existe no mercado uma variante da progressivas.  A escova Inteligente que não contém formol na fórmula e pode ser retirada em seguida, é a menos agressiva, mas mesmo assim, pede uma reconstrução posterior, com tratamento intensivo e hidratação.

 

 

 

Horrores do alisamento

A forma dos fios são modulados por questões genéticas. O alisamento consiste em mudar esse formato permanentemente, mantendo-os mais lisos. Os alisantes quebram as ligações de aminoácidos presentes na fibra capilar e os arranjam manualmente. Estas ligações baseadas em pontes de cistina (um dos componentes da queratina) é responsável por dar resistência aos fios e, quando são quebradas, tornam o cabelo facilmente quebradiço.

Nesse procedimento também é utilizado amônia. Isso faz com que seja necessário que o pós-química diário em casa com hidratantes, Bepantol e outros. Mesmo assim, a nocividade da substância é somente minimizada e não evitada.

Tintura e descoloração

A tintura do cabelo é o tratamento químico mais recorrente entre as mulheres. Mudar as cores dos fios tornou-se algo natural na sociedade. O problema é que há uma moda de calos loiros que fazem com que muitas mulheres de fios tons castanhos e pretos precisem recorrer à descoloração para que a tonalidade possa ser modificada para cores mais claras.

A descoloração dos fios geralmente é feita à base de água oxigenada e produtos que retiram a melanina artificialmente, ao mesmo tempo o procedimento resseca os fios e os deixam muito quebradiços. O mesmo vale para quem faz mechas ou luzes.

O grande problema ainda são naqueles em que as raízes dos cabelos são pintadas, pois neste caso o couro cabeludo e folículos capilares também são desidratados e tornam-se mais fracos dificultando o crescimento natural do cabelo. Quando um folículo morre não é mais possível recuperar o crescimento e assim começa a queda de cabelo sem tratamento, quando a única solução é o implante ou peruca.

O tratamento de tintura mais agressivo que tem é representado pelos cabelos platinados, o louro quase branco é um tom que difere muito da maior parte da população mundial e para chegar a essa tonalidade é preciso várias etapas de descoloração que agridem o couro cabeludo e principalmente a saúde dos fios. Na prática, isso resultará em fios quebradiços com dificuldade de comprimento e que dificilmente conseguem ser restaurados.

Qualquer tipo de tintura precisa ser acompanhado por hidratações de 2 a 3 vezes na semana e lembre-se cuidado para não exagerar no óleo e cremes pois a oleosidade excessiva no couro cabeludo também é uma das vilãs da queda de cabelo! O segredo está sempre em buscar o tratamento mais adequado do pós-química, fazendo assim um balanceamento entre o desejo de mudança do visual e a salubridade do seu organismo.

Escova definitiva causa queda de cabelo?

Ter um cabelo liso é o sonho de muitas mulheres, as vezes são anos de tratamento em prol da beleza. Muitas delas acabam recorrendo a um tipo de alisamento chamado escova definitiva, também conhecida como “escova japonesa”, fazendo referência ao estilo natural do cabelo de orientais que é naturalmente liso.

O procedimento, quando feito em cabelos crespo ou ondulado dura em média 6 meses. Nesse texto vamos abordar alguns temas:

  • Escova definitiva;
  • Escova definitiva causa queda de cabelo?
  • Cuidados com a escova definitiva;
  • Possíveis problemas com a escova definitiva;
  • Escova definitiva estraga o cabelo?

Um dos componentes usados neste tipo de alisamento é o formol, um agente que atua como conservante causado por sua ação contra micro-organismos vivos.Nos cabelos, o formol causa uma alteração na flora bacteriana e permite a proliferação de fungos, trazendo mais oleosidade. Além disso, a substância destrói as moléculas que dão forma aos fios. Na prática o uso recorrente da técnica pode sim levar a queda dos fios e provocar até falhas no couro cabeludo.

Tratamentos à base de formol podem não somente danificar os fios como provocar reações alérgicas, coceiras, ardência, vermelhidão, inchaço, irritação e causar danos permanente no couro cabeludo. Caso algum destes sintomas sejam sentidos é preciso recorrer a um médico para evitar que crie-se falhas de cabelo.

Para evitar estes desgastes é possível recorrer á suplementação de queratina, uma substância que protege, hidrata e dá brilho ao cabelo. Após a aplicação do produto, devemos cuidar para que não haja escamação do couro cabeludo e nem queda de cabelo.

Escova definitiva

Escova definitiva

Fios enfraquecidos ou que já passaram por muitos tratamentos químicos, têm mais chances de cair. Qualquer produto químico que causa reação inflamatória intensa pode causar uma falha no local de aplicação. O formol é um produto forte, então quem usa está vulnerável à queda de cabelo.

Não tenha medo da escova definitiva

A escova definitiva não precisa ser totalmente evitada, mas fique de olho na qualidade do profissional que escolher para realizar o procedimento. Peça a ele que prepare a mistura na sua frente e certifique-se de que há o símbolo da Anvisa na embalagem. Muito importante também, antes de aplicar o produto em toda a extensão dos fios, fazer o teste da mecha.

Deste modo, pode-se suspender o procedimento a qualquer sinal de ardência, coceira, lacrimação nos olhos, tosse ou falta de ar.

Deixe totalmente de lado aqueles profissionais que não passam confiança e produtos que são comprados no mercado para realizar o tratamento em casa. Se a escolha é alisar os fios, faça com a certificação de que o processo será realizado com total segurança.

A escova definitiva pode ser um procedimento que trará um diferencial para sua aparência e para seus cabelos, porém, você deve estar muito ciente que, caso seja feita de maneira errônea, ela pode ser  a responsável para acabar com a saúde dos seus fios.

Se você optou por fazer esse tratamento e está percebendo que algo não anda bem, procure um médico dermatologista para iniciar um tratamento, evitando assim, a queda dos cabelos e demais consequências que seu couro cabeludo possa vir a sofrer.

Dicas Finais de pós-química

Após apresentar tantas situações onde o uso excessivo de química no cabelo pode ser prejudicial, apresentamos algumas dicas para prevenir a queda e manter seu cabelo saudável e bonito. Veja:

  • Evite usar produtos com amônia, se for a farmácia, preste atenção no que compra e leia os rótulos;
  • Após a química evite produtos que contenham sal na sua fórmula. Para cabelos com alisamento o ideal é que você invista mais em produtos de qualidade;

Veja como eliminar a Queda de Cabelo

De que adianta gastar horrores para ter um cabelo lindo e pecar na hora da manutenção? Por isso, não hesite no momento de escolher as melhores opções para manter seu cabelo forte e saudável, além, é claro, de maravilhoso!

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (184 votes, average: 4,28 out of 5)
Loading...
7 Comments

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *