Contra Queda de Cabelo
Tudo sobre Queda de Cabelo

Queda de cabelo – Algumas dicas essenciais para diminuir esse problema

A queda de cabelo pode ser algo muito mais comum do que imaginamos, porém, alguns cuidados podem ser levados em conta para evitar esse problema (ou a expansão). Confira 5 dicas essenciais para evitar o diminuir a queda de cabelo. Veja!

Começam com alguns fios na sua escova, mais alguns no travesseiro e daqui a pouco estão indo aos montes embora pelo ralo, definitivamente em queda livre. Mas antes que você se estresse e perca mais cabelo, já que o stress é um dos principais fatores para o enfraquecimento e queda dos cabelos, vamos dar 5 dicas preciosas para diminuir a queda. Uma pessoa normal perde cerca de 100 fios de cabelo por dia, quando isso acontece significa que outros estão nascendo. Algumas pessoas têm essa perda em maior número, sem que isso signifique uma preocupação. Algumas quedas mais acentuadas podem ocorrer por distúrbios emocionais ou até mesmo pela época do ano.

Dicas essenciais queda de cabelo

Vários são os motivos que fazem desencadear a queda dos cabelos. Algumas vezes normais e outras nem tanto. Caso você esteja preocupado com a queda mais acentuada dos fios capilares, listamos abaixo 5 dicas essenciais para diminuir a queda de cabelo. Veja:

1 – Cuidados com os fios: Evite prender e se isso não for possível não o faça muito apertado. Não prenda o cabelo após sair do banho e não durma com eles molhados. Não lave os cabelos com água muito quente e tente fazer a higienização dos fios o mais cedo possível, dando tempo para a raiz secar e diminuindo a queda de cabelo;

2 – Reduza o uso de bonés, lenços e chapéus: Não são eles que fazem cair cabelo, mas o uso excessivo de desses acessórios na cabeça faz com que o couro cabeludo seja abafado, provocando a dermatite e seborreia, e esse problema faz com que os fios enfraqueçam e caiam. Essa dica é muito válida, principalmente, para os garotos que não desgrudam do boné;

3 – Alimentação adequada: Uma boa alimentação é fundamental para a saúde dos cabelos, visto que a maior parte da composição da fibra capilar é feita por cadeias de aminoácidos. Uma alimentação rica em proteínas é a ideal para reduzir a queda acentuada de cabelo. O indicado é procurar um nutricionista para que ele lhe indique uma dieta equilibrada e própria para a ocasião. Além do nutricionista, o dermatologista também poderá lhe ajudar nessa situação;

4 – Shampoos e tônicos capilares: Procure utilizar um shampoo que reduza a oleosidade e que limpe profundamente o seu cabelo e o couro cabeludo. Alguns tônicos são próprios para auxiliar na queda de cabelo, agem diretamente no foco e são uma ótima escolha para quem esta com queda acentuada dos fios;

5 – Ajuda médica: Procure um Dermatologista, profissional especializado na saúde do cabelo. Se a queda estiver muito acentuada a ajuda de um profissional para fazer um diagnóstico completo é muito importante. Não deixe para procurar o médico após perder muitos dos fios capilares. A queda de cabelo não está necessariamente ligada apenas à má higienização, outros fatores podem contribuir para a queda acentuada dos cabelos, por isso, não tenha vergonha e vá à busca de um profissional;

Com essas 5 dicas especiais, você poderá evitar a queda mais acentuada dos cabelos ou, até mesmo, criar coragem para procurar a ajuda de um médico especialista. Assim como diversas partes do nosso corpo, o cabelo também necessita de cuidados especiais e não pode ser deixado de lado. Não se esqueça que um cabelo forte e saudável é indispensável para sua autoestima!

Queda de cabelo em bebês

A queda de cabelo nos bebês é ago bem comum, principalmente nos primeiros meses de vida. Separamos algumas dicas para você entender melhor a queda de cabelo entre os bebês. Confira todos os detalhes!

As crianças tendem a nascer com determinada quantidade de cabelo e muitas mães podem achar estranho o seu filho nascer completamente carequinha, ou até mesmo nascer com uma grande quantidade de fios de cabelo em sua pequena cabeça, porém, ao longo dos primeiros meses a mãe notará que os cabelos começam a cair, e, com isso, pode surgir uma pequena preocupação, principalmente quando os bebês já possuem poucos fios, mas antes de tudo, tenha calma, pois é absolutamente normal a queda de cabelo em bebês.

Causas da queda de cabelos em bebês

A queda de cabelo em bebês acontece, em um primeiro momento, pelo fato de sempre estarem deitados, ou seja, como os pequenos passam a maior parte do tempo na cama e com a cabeça encostada no travesseiro e praticamente na mesma posição, isto faz com que acabem por perder os fios de cabelo pelo atrito que ocorre entre a cabeça e o local onde estão. Estes fios perdidos poderão fazer com que haja escasses em determinada região da cabeça, principalmente na parte de trás da cabeça, mas não é necessário preocupação, pois a partir do momento em que o bebê começar a passar mais tempo sentado, ou em pé, estes fios começarão a crescer novamente, e tudo será normalizado.

Queda de cabelos em bebês

Queda de cabelos em bebês

Outro motivo para a queda de cabelo entre em pequenos, é o fato de muitos deles, ao começarem a chorar, fiquem nervosos e tenham, entre algumas das reações, o puxão dos próprios cabelos, e com isto, é claro, haverá uma perda dos cabelos. Para este caso, o ideal é tentar acalmá-lo para evitar que fique nervoso ao ponto de arrancar o próprio cabelo. A partir do momento em que aja uma interação maior entre pais e filho, esta queda também será reduzida, pois os pais terão a capacidade de explicar e serem compreendidos pela criança.

Dicas contra queda de cabelo em bebês

Uma dica importante para a mamãe que não quer que o seu filho enfrente a queda de cabelo é procurar sempre fazer com que ele fique em uma posição diferenciada, ou seja, se hoje você o colocou para dormir com a cabeça virada para a direita, amanhã coloque virado para a esquerda e vá alternando, seguidamente, dia após dia, essa posição.

Observe se a queda de cabelo do bebê acontece apenas em uma região da cabeça, algo que, como dito anteriormente, é normal. Caso a queda acontece em toda a cabeça, é importante verificar com o pediatra quais são os fatores que estão estimulando essa queda. Muitas vezes, a falta de alguma vitamina específica é a grande causadora da queda de cabelo nos bebês, e caso seja isso mesmo, não se preocupe, pois muitas vezes apenas um complemento vitamínico poderá solucionar o problema. O mais importante é que você não tente solucionar sozinho esse problema! Não exponha a criança aos remédios caseiros para queda de cabelo ou qualquer outro tipo de tratamento que não seja indicado pelo médico pediatra.

Queda de cabelo acima do normal: a hora de procurar um especialista

Você anda notando que o seu cabelo está caindo com uma frequência muito maior do que o normal? Essa queda de cabelo acima do normal pode ser sintoma de diversas doenças, por isso, você deve procurar ajuda. Confira algumas dicas sobre a queda de cabelo a excessiva.

A queda de cabelo é considerada normal quando a pessoa perde algo entre 80 e 100 fios por dia, isso ocorre devido à renovação natural do cabelo, não sendo necessária preocupação. Agora se você passa as mãos nos cabelos e sente algumas mechas entre seus dedos, está na hora de procurar um profissional da área. Você já ouviu falar em Eflúvio Telógeno Agudo? É uma perturbação no ciclo dos cabelos que consiste basicamente em uma queda mais acentuada dos fios, e como já foi alertado, só um especialista, neste caso, o dermatologista, será capaz de apresentar as melhores opções de tratamento contra a queda de cabelo.

Uma das causas do desenvolvimento do Eflúvio Telógeno Agudo é a perturbação emocional. Stress pós-parto, morte de um ente querido ou alguma forte emoção, além é claro do stress do dia a dia, podem resultar na perda dos fios. Você sabia que até mesmo uma dieta das mais drásticas pode desencadear a perda fora do normal de fios capilares? Isso mesmo, todo cuidado com sua alimentação é necessário para manter a saúde do seu cabelo. Porém, se você percebeu uma queda mais volumosa dos fios, mesmo com todos os cuidados indicados, é sinal de que está na hora de procurar um especialista – o médico dermatologista. Alguns casos mais específicos, como o tratamento com anticoncepcionais também podem originar uma queda mais acentuada dos cabelos, sendo necessário, nesse caso, procurar a ginecologista para fazer a troca do medicamento.

Queda de cabelo acima do normal

Queda de cabelo acima do normal

Existe tratamento para queda aguda de cabelo?

Sim, existe e é eficaz na maior parte dos casos. Esse deve ser realizado sob a supervisão de um dermatologista ou outro profissional da área, se a causa for alimentar, um nutricionista – porém, é indicado que exista um acompanhamento dos dois profissionais citados. Dê a devida relevância que esse momento pede e siga à risca todas as indicações médicas, pois só assim você obterá o resultado esperado. Existem alguns tratamentos caseiros para a queda de cabelo que podem ser eficazes, porém, evite-os caso não aja um consentimento do seu médico. Muitos desses profissionais até podem indicar algum tratamento caseiro com Babosa ou Jaborandi, porém, caso o seu médico não comente nada, não faça tratamentos caseiros ao mesmo tempo do tratamento indicado pelo médico.

Jaborandi planta

Jaborandi planta

Casos mais graves

Em alguns casos a queda aguda de cabelo pode indicar uma doença mais grave que deve ser averiguada imediatamente. Se ela vier acompanhada de coceira e vermelhidão pode ser um sinal de psoríase, doença que ataca não só o couro cabeludo, mas em algumas vezes o corpo inteiro. Caso surjam algumas “ilhas” sem cabelo – conhecida como alopecia – pode ser algum sinal mais delicado, então procure o médico imediatamente. Algumas micoses também se manifestam e provocam a queda de cabelo, casos como esse acontecem mais frequentes em crianças do que em adultos, estando relacionado com o fator da imunidade. Por isso preste bem atenção no que o seu cabelo tem a dizer, a queda pode ser um grito de socorro lhe dizendo que algo está errado. Evite tratar em casa e procure ajuda de um profissional.

Excesso de química causa queda de cabelo?

Você sabia que o excesso de química nos cabelos pode desencadear numa queda dos fios? Separamos algumas informações importantes para que você possa cuidar da beleza do seu cabelo e evitar qualquer problema futuro. Confira abaixo dicas de cuidados com a saúde do seu cabelo. Veja!

A resposta é com certeza! O excesso de química é um dos principais motivos de queda de cabelo entre as mulheres. É claro que outros tanto motivos podem ocasionar a queda dos fios, porém, as mulheres acabam se tornando vítimas comuns das químicas, justamente, por deixaram aflorar a vaidade, muitas vezes, em excesso. Caso você tenha percebido uma queda mais acentuada em seu cabelo, principalmente após algum tratamento químico, você deve tomar algumas atitudes importantes. A primeira coisa a verificar é se realmente está ocorrendo a queda do cabelo pela raiz ou se eles estão apenas se partindo e caindo, pois para queda e quebra há tratamentos distintos.

A química danifica profundamente a estrutura do cabelo, mas o fator que realmente faz com que os cabelos caiam é a falta de cuidado no pós-química. É necessária à reposição imediata dos nutrientes perdidos com o excesso de tintura ou qualquer outra química, por isso, uma boa hidratação semanal é de suma importância, ou seus fios não aguentarão. Alisamento, tintura, progressiva, descoloração, todos esses procedimentos são nocivos aos fios, podendo, num futuro bem próximo resultar na queda de cabelo.

Química nos cabelos

Química nos cabelos

Perigos da progressiva

Progressiva é um dos métodos que mais agridem seus fios e, infelizmente, um dos mais utilizados entre as mulheres. O método consiste em passar certa quantidade de componentes químicos apropriados e fazer uma chapinha para moldar os fios, e tanto à química quanto a chapinha enfraquece os fios, o que leva a queda de cabelo.

A escova progressiva muda temporariamente à estrutura dos fios, sendo necessária a manutenção a cada três meses. Muitos dos tratamentos são feitos a base de formol e muitos ainda são aplicados de forma errada. Antes de pensar em utilizar esse método, converse com um profissional responsável da área, pois não são todas as mulheres que podem fazer, e, certamente, ele saberá indicar qual a melhor forma de chegar no resultado que você tanto sonha sem danificar o seu cabelo.

Aquelas com cabelos fracos não devem realizar tal procedimento, pois têm risco maior de quebra e queda. Existe no mercado uma variante da progressiva, a escova Inteligente, que não contém formol na fórmula e pode ser retirada em seguida, é a menos agressiva, mas mesmo assim, pede uma reconstrução posterior, com tratamento e hidratação.

Horrores do alisamento

O alisamento consiste em mudar a estrutura dos fios permanentemente. Os alisantes quebram as ligações de aminoácidos e estes são rearranjados manualmente. Tais ligações são baseadas em pontes de cistina, que é um dos componentes da queratina que dá resistência aos fios, o procedimento quebra essas pontes, tornando o cabelo fraco e quebradiço. Nesse procedimento também é utilizado amônia, sendo necessário tratamento intensivo posterior ao alisamento, pois, senão, a queda dos cabelos acaba sendo inevitável – e do que adianta uma beleza momentâneo, se, logo em seguida, o cabelo sentirá os efeitos nocivos causados por essa busca, a qualquer custa, pela beleza exterior? 

Dicas Finais

Após apresentar tantas situações onde o uso excessivo de química no cabelo pode ser prejudicial, apresentamos algumas dicas para prevenir a queda e mante seu cabelo saudável e bonito. Veja:

- Evite usar produtos com amônia, se for a farmácia, preste atenção no que compra e leia os rótulos;

- Após a química evite produtos que contenham sal na sua fórmula. Para cabelos com alisamento o ideal é que você invista mais em produtos de qualidade;

De que adianta gastar horrores para ter um cabelo lindo e pecar na hora da manutenção? Por isso, não hesite no momento de escolher as melhores opções para manter seu cabelo forte e saudável, além, é claro, de maravilhoso!

Doenças que causam queda de cabelo

Existe diversas situações onde a queda de cabelo acaba se tornando algo inevitável. Separamos algumas das principais doenças que têm como uma das reações adversas a queda dos cabelos. Confira um pouco mais sobre Doenças que causam queda de cabelo.

Não é só o fator genético ou algum problema emocional que são os grandes responsáveis pela queda de cabelo. Algumas doenças também enfraquecem o couro cabeludo e podem ocasionar a indesejada queda dos fios. Por isso, é fundamental estar sempre em dia com sua saúde, realizando consultas periódicas e exames de rotina, pois, muitas vezes, algumas doenças mais sérias têm como um dos sintomas a queda dos cabelos. Se precaver nunca é demais, e saber os tipos de doenças que acarretam nesse sintoma (a queda de cabelo) é essencial para uma vida mais plena e tranquila.

A queda de cabelo aparece a partir de má formação, dano ou destruição dos folículos pilossebáceos. Tal problema pode ser causado por traumatismo, queimaduras químicas ou físicas ou exposição a agentes radioativos usados com finalidade terapêutica. Pode ocorrer, também, a partir de doenças como tuberculose, linfomas, tumores, lúpus, herpes zoster, leishmaniose etc.

No caso de doenças como alopecia, a perda dos cabelos pode acontecer em qualquer região da cabelo, fazendo com que aja ausência de cabelo nos formatos ovais e/ou redondos. A causa da queda dos fios se associa a distúrbios emocionais, infecções ou ataques do próprio sistema imunológico. Além disso, as infecções com febre alta com duração de três a cinco dias podem ser responsável pela queda de cabelo, nesse caso, com pouca intensidade, mas que mesmo assim merece atenção. A sífilis é outra doença que pode ser muito prejudicial para a saúde dos fios capilares, pois ela causa rarefação de cabelos e pelos, resultando na alopecia. A hanseníase, uma das doenças mais antigas da humanidade, que causa manchas na pele e evolui para um problema grave nas articulações, também pode ser responsável pela perda capilar.

Doenças que causam queda de cabelo

Doenças que causam queda de cabelo

Causas sistêmicas podem, também, provocar ou acentuar a queda dos fios. Nesses casos, a queda de cabelos acontece com pessoas com dermatomiosite, anemia ferropriva, doenças carenciais (falta de vitaminas) e debilitantes, diabetes, hipertireoidismo, hipotireoidismo.

Outra doença recorrente nos casos de queda de cabelo é a alopecia feminina difusa. Ela apresenta a diminuição de cabelos nas regiões frontais e laterais. Geralmente, esse tipo de queda está associado a problemas hormonais como menopausa, progesterona ou andrógenos receitados para tratamento de distúrbios.

Todas essa doenças citadas acima, quando tratadas e acompanhadas por um especialista competente, podem ter cura. Superando todas as adversidades provocadas pelas doenças, o paciente está forte e revigorado para encarar novos desafios em sua vida. E, uma ótima notícia ao realizar os tratamentos adequados para esses problemas, e a diminuição da queda do cabelo. É uma ação que provoca uma reação.

Caso você tenha passado por alguma outra doença que não citamos e a queda de cabelo foi algo inevitável, deixe um comentário abaixo falando um pouco mais sobre essa doença, os tratamentos e os resultados obtidos. Sua participação pode ajudar muitas pessoas que procuram, diariamente, sobre esse grave problema que é a queda de cabelo.

Página 5 de 21« Primeira...34567...1020...Última »